quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Quem Quer Ser Um Milionário? (Slumdog Millionaire)

Ficha IMDB: http://www.imdb.com/title/tt1010048/

Tenho que admitir que não acompanho mais com tanta empolgação a premiação do Oscar como fazia há anos atrás. Dessa forma, tenho que confessar que ouvi falar muito pouco sobre esse filme antes da indicação ao Oscar, e só me interessei por assistir mesmo, quando ganhou os 8 Oscar(1).

O filme conta a história de Jamal, um jovem que vive numa favela e está participando de um jogo de perguntas no estilo "Jogo do milhão" - isso mesmo, aquele programa que Sílvio Santos apresentava.

Os prêmios foram mais que merecidos para um filme que encanta desde as primeiras cenas realisticamente chocantes pela miséria e pelos bons momentos de humor, ação e romance, no desenvolver da trama que envolve a luta pela sobrevivência.

O filme expõe uma Índia bem distante do glamour televisionado pela recente novela Caminho das Índias, o que pode complicar ainda mais o Ibope de uma novela que vive fora da realidade.

Realmente, já faz algum tempo que gostei tanto de cada elemento de um filme: os atores mirins, a interpretação inocente do jovem Jamal, a maneira como as cenas foram filmadas, a sequência das cenas para montagem da história, tudo foi bem colocado para o resultado final.

Por fim, recomendo que assistam o filme em cópia de qualidade, seja cinema ou TV+DVD com tela grande e som de boa qualidade para não perder nenhum momento da obraprima.

(1) Oscar de melhor filme, diretor e roteiro adaptado, além de fotografia, mixagem de som, edição, trilha sonora original e canção original.

Veja o Trailler: http://www.youtube.com/watch?v=AeWdLmNnfKE

3 comentários:

Renata Almeida disse...

esse filme é muuuuuuuuuuuuuuito bom

Andrea disse...

Eu assisti ao filme numa salinha bem charmosa em São Paulo... Cinema cheia de velhinhos e velhinhas de bengalas. Umas gracinhas!!! Heeheheh Acho que foi por causa do horário da sessão e da promoção que há lá para os aposentados... O fato é que tudo isso contribuiu para eu curtir ainda mais o filme e achá-lo muito emocionante.
Sei que há DVDs, mas no cinema é tão bom!
Nunca mais a gente se viu ou se falou, mas curto ler o seu blog e seus e-mails, mesmo que nem sempre te dê um feedback.
Um beijo com carinho,
Dea.

Andrea disse...

Cinema "cheio"... (errinho básico...)
:)