terça-feira, 21 de abril de 2009

Twitter: o serviço mais ridículo do mundo

Gosto de escrever, mas não escrevo qualquer coisa. Às vezes passo dias e até meses sem que algo que eu julgue interessante, apesar que, o que eu acho interessante não necessariamente será interessante para você. Bem, mas isso é outra discussão.

Algumas dos textos que escrevo, publico neste blog que amigos costumam me agraciar com visita.

O blog democratizou o processo de publicação, antes restrito à revistas, jornais, encartes, ao permitir que pessoas de qualquer classe ou ideologia pudesse publicar conteúdo. Seja de qualidade ou não, o fato é que os blogs se proliferaram pela WEB listando desde as peripécias de Bruna sufistinha à blog da Casa Branca (http://www.whitehouse.gov/blog/)

Há alguns meses, acessei através do iPhone um aplicativo que postava mensagens no Twitter.
Escrevi umas duas ou três linhas para ver no que dava e simplesmente achei ridículo. O serviço é nada menos que um micro-blog que permite escrever míseros 140 caracteres.

Claro que haverá pessoas criativas que escreverão bons post com essa limitação, entretanto a grande maioria que vejo, limita-se e escrever, hora à hora o que está fazendo.

Se o blog tipo diário era chato e inútil, o Twitter faz sucesso ao ampliar massivamente o
poder dos blogs que expõem o pensamentos de adolecentes tediosos ou adultos infantilizados, clamando por atenção.

Não vejo utilidade num micro blog que tem como conteúdo mostrar que fulano esta pensando em trocar a TV, ou lendo o jornal na fila do pão.

Como curioso pelas tecnologias, vez ou outra acesso o Twitter a fim de localizar algum mudança. Nenhuma significativa até agora.

Mas recomendo que criem o seu perfl, testem e analisem.
Ahhh a cada conta criada, mesmo que para teste, aumenta um ponto no asombroso número de usuários "conectaos".

Veja sátira: http://www.youtube.com/watch?v=PN2HAroA12w


5 comentários:

Stelinha disse...

concordo miro, tanto que criei outro blog e divulguei para poucos amigos. começaram a me perseguir nesse blog e ultimamente escrevo algumas coisas para "eles" que não têm o que fazer.

Carlos Bacelar disse...

Velho,
Infelizmente sou obrigado a discordar de você e, mais infelizmente ainda, da nossa amiga Stelinha. Não acho que seja algo inútil nem para desocupados. O Twitter pode ser uma ótima fonte de informação, senão uma das melhores atualmente. Então, meu caro, sugiro que você apague ou atualize esse post, se corrigindo, pelo menos falando do lado bom do Twitter :D E você, Stelinha, sugiro que navegue um pouco mais também no Twitter, e veja que você pode estar enganada :)

Manoel Trajano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Manoel Trajano disse...

Almiro,

Confio no seu parecer e conhecimento em prol do que é melhor para nós área de Internet e seus recursos. Até pensei em lhe perguntar diretamente mas esse seu texto é bem esclerecdor. Se tivesse coisa boa,voce diria pela competencia que tem na area que muitos vao através de achismos. Grande abraço,

Sandro disse...

Ridículo é pouco para expressar o que o Twitter é. Parece que a humanidade está pendendo para o voyeurismo definitivamente. Eu me indago... quem entraria num serviço desses para saber o que alguém está fazendo o tempo todo? Quem se importa se o Luciano Huck está se limpando, ou se o Marcelo Tas vai dar uma festa de aniversário para o cachorro?? Non sense demais para meu gosto.